Actualidade

Papa: a juventude da América Latina é uma lição para a velha Europa

O registro de um dos tantos momentos vividos entre o Papa e as crianças na América Latina -

Papst Franziskus mit KindernCidade do Vaticano (RV) – A mensagem que era para a América Latina é relançada à Europa pelo Papa Francisco. Durante o encontro do Pontífice com os jornalistas na viagem de retorno do Paraguai, a população jovem e o crescimento demográfico foram usados como bússola pelo Papa, para que os europeus invertam a atual direção e não tenham medo da juventude.

As rugas do Velho Continente que perdeu o valor da juventude, se espelham no frescor balsâmico da América Latina: é essa a ajuda jovem do povo e da Igreja que ‘a outra parte do mundo’, de onde vem o Papa, pode oferecer a terras que deixaram de fazer filhos e futuro.

Ler mais...

Carta Encíclica Laudato sì do Santo Padre Francisco

papa 820Sobre o cuidado da Casa Comum

O título da tão esperada Carta Encíclica do Papa Francisco sobre o ambiente provém do “Cântico do Irmão Sol” de São Francisco de Assis, chamado também “Louvores das Criaturas”. O subtítulo “o cuidado da Casa Comum” indica o tema da Encíclica. A expressão “casa comum” vem do termo “ecologia” ou ambiente. A casa comum é o nosso Planeta Terra, comum não só para os seres humanos, mas para todos os seres vivos.
Logo na introdução (n. 1), para explicar a origem do título, o Papa cita um verso do Cântico do Irmão Sol, referente a nosso planeta: “Louvado sejas, meu Senhor, pela irmã nossa, a mãe terra, que nos sustenta e governa e produz diversos frutos com coloridas flores e ervas”.

Texto: Frei Ludovico Garmus, ofm

Aos participantes no Capítulo Geral da Ordem dos Frades Menores

Papst mit FranziskanernO Papa aos Frades Menores: ‘Conservem a autoridade recebida em herança’

No final do seu Capítulo Geral, o Papa recorda-lhes que o Espírito Santo é aquele que anima a vida religiosa e lhes ajuda a enfrentar os desafios encontrados hoje. Lea mais

Roma, 26 de Maio de 2015 (ZENIT.org) Rocio Lancho García

Francisco encoraja jovens a viverem a vida pelo Evangelho

Papst ermutigt JugendCidade do Vaticano (RV) – O Papa iniciou suas atividades esta terça-feira,(10/05), celebrando a missa na capela de sua residência, a Casa Santa Marta.

A homilia de Francisco foi inspirada no trecho dos Atos dos Apóstolos que narra a despedida de Paulo da comunidade de Mileto. Trata-se de uma cena emocionante: Paulo sabe, e o diz, que não verá mais aquela comunidade, os presbíteros de Éfeso que mandou chamar e agora estão ao seu redor. Chegou a hora de partir para Jerusalém, é ali que o Espírito o conduz, o mesmo Espírito do qual reconhece o absoluto senhorio sobre sua vida, que sempre o impulsionou ao anúncio do Evangelho, enfrentando problemas e penas. “Creio que este trecho nos evoque a vida dos nossos missionários de todas as épocas”, observou o Papa.

Leer mais:

Laudato Si',' an Overview

Vatican Radio offers this summary of the Pope's encyclical, released 18.06.2015

papa 820Pope Francis’ encyclical is focused on the idea of "integral ecology," connecting care of the natural world with justice for the poorest and most vulnerable people. Only by radically reshaping our relationships with God, with our neighbours and with the natural world, he says, can we hope to tackle the threats facing our planet today. Science, he insists, is the best tool by which we can listen to the cry of the earth, while dialogue and education are the two keys that can “help us to escape the spiral of self-destruction which currently engulfs us."

Ler mais...

A participação do episcopado brasileiro nas sessões do Concílio

Cidade do Vaticano (RV) - No nosso Espaço Memória Histórica - 50 anos do Concílio Vaticano II, vamos tratar na edição de hoje da participação do episcopado brasileiro na Sala conciliar.

Vatiik. Konzil

Concílio Vaticano II - aberto pelo Papa João XXIII em 11 de outubro de 1962 - teve quatro sessões, até sua conclusão em 8 de dezembro de 1965. João XXIII expressou em diversas ocasiões, o firme propósito de assegurar a mais ampla e irrestrita liberdade de expressão por parte dos padres conciliares, aos quais entregava o destino do Concílio, para que "o trabalho comum corresponda às esperanças e necessidades de vários povos". Diante do suceder de exposições individuais, muitas vezes repetindo temas já exaustivamente abordados por outros padres brasileiros, o episcopado brasileiro manifestou-se, pedindo para que fosse dada prioridade às intervenções coletivos em detrimento das individuais, salvaguardando o direito de os cardeais intervirem, por primeiro, em nome próprio ou de muitos.

Padres Conciliares Brasileiros no Vaticano II